Não me importo

Мені однаково, mais um poema de Taras Shevchenko, marcado pelo profundo patriotismo, também em versões musicadas, tradicionais e modernas

 

 

Autor: Taras Shevchenko

Tradução: Ludmila Szymanskyj

 

Este poema exibe um dos traços mais característicos do poeta ucraniano Taras Shevchenko [Тарас Шевченкo]: o profundo patriotismo. Escrito em 1847, na cidade de São Petersburgo, é conhecido como V kazemati III [В казематі III] (Nas masmorras III).

 

 

Não me importo Мені однаково
Não me importo, se vou Мені однаково, чи буду
Viver na Ucrânia, ou não. Я жить в Україні, чи ні.
Se alguém me lembre, ou me olvide Чи хто згадає, чи забуде
Entre as neves no exílio – Мене в снігу на чужині –
Não me importo não. Однаковісінько мені.
Cresci como escravo no exílio, В неволі виріс меж чужими,
E, pranteado pelos meus, І, не оплаканий своїми,
No exílio morrerei, В неволі, плачучи, умру,
Tudo levarei comigo, І все з собою заберу,
Nem rastro leve deixarei Малого сліду не покину
Na nossa gloriosa Ucrânia, На нашій славній Україні,
Nossa terra escravizada, На нашій – не своїй землі.
Pai e filho não vão se lembrar, І не пом’яне батько з сином,
O pai não dirá: “Reze, filho, Не скаже синові: “Молись,
Pelo amor à Ucrânia, Молися, сину: за Вкраїну
Torturam-lhe até a morte”. Його замучили колись”.
A mim é indiferente, que esse filho Мені однаково, чи буде
Reze ou não por minha alma… Той син молитися, чи ні…
O que me importa é que homens maus Та не однаково мені,
Embalam a Ucrânia na miséria, desgraça Як Україну злії люде
E um dia a acordam Присплять, лукаві, і в огні
No incêndio, pilhada… Її, окраденую, збудять…
Isso, sim é o que me importa. Ох, не однаково мені.

 

Fonte do poema original no site oficial da Fundação Taras Shevchenko:

http://taras-shevchenko.in.ua/virshi/v-kazemati-3.html

Veja e ouça:

 

Saiba mais

Esse poema de Taras Shevchenko recebeu diferentes músicas.

Aqui está uma versão mais atual, por Andriy Kuzmenko [Андрій Кузьменко] (in: http://www.pisni.org.ua/songs/978683.html). O cantor, escritor, apresentador de TV, produtor e ator é mais conhecido como líder da banda de rock Skryabin [Скрябін]. Morreu prematuramente em 2015, aos 47 anos, em um acidente, evento que provocou comoção entre os jovens ucranianos. Ouça como esse poema foi delicadamente “traduzido” para a modernidade pela banda e na voz do cantor:

 

Há também versões do poema declamado, uma forma que muito agrada a todos os ucranianos.

Veja em

https://www.youtube.com/watch?v=imsfFmAPNFw

e em https://www.youtube.com/watch?v=-lJ27x-j6NA

 

Grafite de Taras Shevchenko na cidade de Kharkiv. Foto: Kodjii/ Flickr. In: https://www.pri.org/stories/2014-03-10/19th-century-poet-symbol-resistance-ukraine

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *